As doenças mentais afetam cada vez mais pessoas no mundo. A depressão, por exemplo, é considerada o Mal do Século XXI, os números não são exatos, mas estima-se que cerca de 30% da população mundial sofre com a depressão, sem saber.

Esse é o ponto primordial: saber. Muitas pessoas sofrem com doenças mentais e nem sabem, pois certos sintomas acabam sendo confundidos com o seu próprio jeito de ser. Somente quando a pessoa se sente incomodada, é que ela procura a ajuda de um psicólogo.

Existem dois tipos de doenças mentais que são mais leves, mas mesmo assim podem trazer alguns prejuízos na vida do indivíduo: a ciclotomia e a distimia. As duas são caracterizadas como um tipo de transtorno bipolar leve.

Ciclotomia
Uma pessoa que sofre com a ciclotomia tem períodos de grande felicidade e humor em níveis altos, alternados com fases de depressão leve.

Se você conhece uma pessoa que muda muito de humor, até mesmo em poucos minutos, essa pessoa pode estar sofrendo com esse mal.

Distimia
Uma pessoa que sofre com a distimia também tem depressão leve, e pode ser confundida com a própria personalidade da pessoa, que pode ser rotulada como um indivíduo pessimista e acomodado.

Alguns dos sintomas dessas pessoas são: sentimento de falta de esperança, fadiga, insônia, baixa auto-estima, dificuldade de tomar decisões, etc.

Assim como a depressão, a distimia também é considerada um problema de saúde pública, atinge cerca de 4% da população.

Nenhuma das duas doenças tem cura, mas é possível aliviar os problemas provocados por elas através de antidepressivos e estabilizadores de humor.

“Se você sofre com grandes alterações de humor, procure saber se esse é seu jeito ou se você tem
alguma dessas doenças. Procure um especialista e não descuide de sua saúde.”

COMENTÁRIOS:

Comentários

6 Respostas para “Você pode estar com o Mal do Século e não sabe”
  1. Em minha opinião o grande número e a grande expressão da depressão nos dias atuais não é nada menos que reflexo da estrutura de nossas vidas. Vida da aparencia, da mercadoria, do stress, do neoliberalismo, da supressão dos direitos do trabalhor, do caos… A vida globalizada não é humana. Isso reflete em todos e os mais frágeis ou sucetíveis sofrem as consequencias. Infelizmente creio que esta “onda” só tende a aumentar, ainda por muito tempo. Realmente é um salve-quem-puder. EU mesmo já estive em depressão e sei como é a dor disso. Depois disos mudei, passei a dar mais importancia a algumas coisas e menos a outras. Acho que é importante ter o coração aberto para o diferente, buscar uma vida que te harmonize internamente. um beijo e continue com o lindo trabalo de seu blog!

  2. vivian disse:

    oi eu preciso muitoderesposdtas do problema do meu filho
    .

  3. Edi disse:

    como posso diagnosticar estes problemas? indo a um psicologo ou psiquiatra?

Comente

Deixe aqui sua opinião...