Muitas campanhas são feitas para combater o câncer de mama, mesmo assim, essa doença preocupa todas as mulheres, já que o possível diagnóstico positivo remete a algo que trás muito medo: a mastectomia – retirada da mama.

Utilizada como último recurso para evitar que o câncer se espalhe para o resto do corpo, o procedimento é a maior preocupação dessas mulheres, já que isso mexe com o psicológico e com a vaidade delas.

Se esse é o seu caso ou se você conhece alguém que está aflita por isso o Blog da Saúde traz novidades. Pesquisas realizadas pela Universidade de Oklahoma verificaram que o uso da termoterapia reduz em 90% a utilização da mastectomia como tratamento no combate ao câncer de mama.

Como funciona?
A termoterapia utiliza o calor para matar as células cancerígenas. O processo é feito através de micro-ondas que aquecem as células cancerosas.

Esse procedimento já é utilizado para o tratamento de outros tipos de câncer, como o de rim, que evita a cirurgia.

A utilização desse tipo de tratamento para o câncer de mama é novo, e ainda está sendo pesquisado. Aqui no Brasil, o Hospital das Clínicas foi pioneiro nas pesquisas.

“Se tudo der certo, o novo tratamento irá manter a sua vaidade intacta e
o medo que vem junto com o diagnóstico do câncer de mama vai embora”

COMENTÁRIOS:

Comentários

3 Respostas para “Termoterapia: um estudo pioneiro para o tratamento de câncer de mama”
  1. Gisele disse:

    A termoterapia ajuda no combate as células cancerosas ou faciilita no aumenta a produtividade desse tipo de células..já que o Ondas curtas está contra indicado em casos de tumores, por liberar ondas de calor…?

Comente

Deixe aqui sua opinião...