Estima-se que atualmente 33 milhões de brasileiros possuem o hábito de fumar. Largar este vício que “mata” 80 mil pessoas anualmente é uma tarefa complicada.

Tratamentos químicos, psicológicos, adesivos… São várias as alternativas e tentativas existentes para combater a dependência.

Para a Sociedade Brasileira de Cardiologia do Maranhão, o tabagismo é uma doença crônica e mesmo que “curados” os indivíduos que fumam estão sujeitos à recaídas. Seus médicos alertam aos profissionais da saúde que este hábito deve ser tratado como uma doença.

E você, acredita que o tabagismo seja uma doença, fraqueza ou modismo? Por que algumas pessoas conseguem parar de fumar e outras não?

COMENTÁRIOS:

Comente

Deixe aqui sua opinião...