As lentes de contato necessitam de produtos específicos para serem limpas. Segundo oftalmologistas, quando utilizamos produtos inadequados as consequências vão desde alergias até infecções. Na maioria dos casos o produto específico a ser utilizado, conhecido como solução multiuso é substituído por soro fisiológico. O que acontece é que o soro nem limpa e nem desinfeta a lente, logo, acontece o acúmulo de bactérias, gordura e proteínas.

O que acontece?
O acúmulo dos microorganismos citados acima pode gerar alteração na superfície da córnea e até a perda da visão. A maioria das indicações de transplante ocasionada por lesão nas córneas acontece entre pacientes jovens.

Entenda os riscos e limpe suas lentes de maneira correta!
As doenças mais comuns decorrentes da falta de cuidado ao limpar as lentes de contato são:

- Conjuntivite: Inflamação da conjuntiva (membrana que protege a parte branca do olho e o lado interno das pálpebras).
- Úlcera de Córnea: Descamação da camada superficial da córnea, que é contaminada por germes. A córnea perde a transparência, inflama-se e pode até ser perfurada.
- Alergias: Substâncias se depositam na superfície da lente e algumas podem ficar impregnadas e levar a quadros alérgicos.
- Edema na Córnea: O uso prolongado pode levar a acúmulo de líquido da córnea – há alteração na oxigenação da córnea e a visão perde a nitidez.

Limpe da maneira correta

limpeza_lente

Divulgação FSP - Clique para ampliar

 

*Com informações da FSP.

COMENTÁRIOS:

Comentários

2 Respostas para “Lentes de Contato – Olhos abertos na limpeza!”

Comente

Deixe aqui sua opinião...